Blog em Manutenção:

Blog em manutenção, desculpe-me o constrangimento... Em breve o novo design estará pronto, obrigado pela atenção.

Arrependimentos:

Eu não me arrependo de nada do que já fiz. Pois se fiz, começou com uma vontade. E porque pensar demais antes de realizar uma vontade?

Desejos.
Acho que eles são o começo de tudo, mas muitas vezes o medo afoga esses desejos, e é justamente isso que eu não deixo acontecer. Eu sou do tipo que se arrisca. Que enfrenta o desconhecido e que não se importa com as consequências.
Eu sempre acreditei que para se saber se uma coisa era boa ou ruim, antes de tudo era preciso experimentar. Eu experimentei muito nessa vida e os melhores momentos eu descobri assim, me ousando a abusar da própria sorte na busca por algo que pudesse me satisfazer em alguma questão, em algum desejo, em alguma vontade.
Eu não me arrependo de ter experimentado você. Nem de ter ido à lua por tuas mãos. De ter conhecido o calor mais intenso através do teu corpo. De ter desvendado em teu olhar o paraíso mais proibido e ao mesmo tempo o mais belo que eu pude conhecer...
Não me arrependo de mim, de você, de nós.
Nem de estar aqui agora imaginando você do meu lado ditando as palavras, assoprando em meus ouvidos essa inspiração calorosa que se transforma em cada linha deste texto.
Eu olho para todos os cantos, vejo o quarto vazio, mas tudo é questão de se acreditar. Você está aqui! Eu não deixaria minha mente se enganar por aquela ilusória certeza que mostra a verdade naquilo que os olhos podem ver. Os olhos querem mandar em tudo e eles não abrem espaço para os sonhos, então que se danem os olhos. Eu quero sonhar. E posso decidir se eles vão se tornar reais ou não. Eu quero, eu posso, pois não temo a impossibilidade de alguma possibilidade.
E eu seria estúpido se desejasse apenas o melhor das pessoas. O melhor que se divide com todo mundo e fica gasto, rodado, sem graça, marcado pelas mãos de qualquer um. Pensa que eu te amei por você ser o melhor?
Não! Eu me apaixonei por teus defeitos, quando percebi na simplicidade de seus gestos tudo aquilo que me completava. Quando diante dessa inocência fiquei calado deixando você acreditar. Quando senti a tua frieza e comecei a aquecê-la com meus abraços. Quando presenciei tua vergonha à mostra e a escondi para mim.
Agora que tudo está tão claro eu não quero viver aquele “felizes para sempre” que todos propõem para o fim de uma história. Eu não quero que isso tenha fim, pois não sei o que vem depois de viver feliz para sempre. Eu quero estar em transição, passando de fase em fase, tendo sempre algo novo para descobrir em você e eu não vejo limites.
Eu me entreguei. Te dei metade do meu coração para que parte de mim pudesse pulsar em você. Te dei momentos de adrenalina para lhe proporcionar coragem. Prendi o teu ar em meus pulmões para que pudesse sentir o fôlego falhando a ponto de desejar desesperadamente o ar que vinha de minha boca.
Eu te dei um pedaço da minha vida inteira e não me arrependo. Pois sei que ainda irei te encontrar. Um dia você vai querer devolvê-la e isso vai nos unir novamente, pois a vida...
A vida se transmite de corpo a corpo, na transfusão das células. De pele para pele, de um poro para o outro. De você para mim, de mim para você e isso não tem fim. Encontros são apenas um pretexto, pois nossas vidas são apenas uma. Eu e você, sem tempo para arrependimentos!


13 Comentários:

Marcelle (Celle) disse...

Dependendo da vontade, é melhor não realizá-la rs..

Nubia Santos disse...

SUA VISÃO DO MUNDO É BEM DIFERENTE DA MINHA , MAS NÃO SEJA DOGMÁTICO , ACESSE O MEU BLOG E DESCUBRA A MINHA ;)

http://eupossofazeradiferenca.blogspot.com/

Júh Sodi disse...

Gostei bastante...Um romance agressivo, justamente daqueles de tirar o fôlego...

é inovador, pois estamos acostumados àquele blá blá blá, eu te amo meu princípe encantado sem defeitos, perfeito que eu conquistei só pra mim...

Eu adorei, de verdade!

VitorS disse...

Valeu por seguir meu blog, também estou seguindo o seu.
http://mutacaonovageracao.blogspot.com/

Victor Von Serran disse...

tambem sou desse tipo, o do que arrisca , que não tem medo e se joga com violencia acreditando na minha verdade como se fosse a unica !

seguindo !

Zoeiras.com disse...

é isso aí não deve ter medo das suas atitudes!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Lucas D.F. disse...

ehhh

Gabriel Myslinsky disse...

ehhh O Que Lucas?

Kell disse...

A-D-O-R-E-I seu texto, adorei a maneira como vc escreve! ;)
Enfim, obrigada pelo seu comentário no meu blog,mesmo! Entendi o que vc falou, mas acho que independentemente de qualquer coisa, nunca esconda seus sentimentos..Sei que muitas vezes é dificil, mas não tem coisa pior do que esconder, por medo ou qualquer outro motivo! E na maioria das vezes, vale a pena demonstrá-lo! Apesar de eu achar que um relacionamento entre dois homens deve ser diferente de um relacionamento entre um homem e uma mulher! Mas isso não quer dizes que esses dois homens sejam mais ou menos humanos por isso! Pode parecer meio clichê mesmo, maas! :P
Obrigada também por seguir meu blog! estou te seguindo também!
beijos! Parabéns pelo blog, pra vc também! ^^

Garcez disse...

eu nao me arrependo de nada que tenha feito também... apenas me arrependo das coisas que eu não fiz

www.ouvindoparalamas.blogspot.com

Micheli disse...

Já estou te seguindo, me segue também:
amontoadojm.blogspot.com

Fernando Siqueira disse...

Realmente mostra a visão de mundo de alguém com pensamentos concretos que não se resumem a uma utopia, apenas um mundo diferente... de sonhos.

jornalismoemfoco.blogspot.com

autordesobrenome.blogspot.com

Brian Gale disse...

Isso mesmo Fernando...
Disse a palavra certa no final >> SONHOS
Mas esses sonhos são reais, em algum lugar desconhecido, mas são, pois existem...

Postar um comentário

Se deseja deixar sua opinião, fique à vontade. Obrigado: Gabriel G. Myslinsky.

 
Visão de Mundo © Copyright | Template By Mundo Blogger |